segunda-feira, 15 de novembro de 2010

A IGREJA DOS MEUS SONHOS!

"E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão,
no partir do pão e nas orações..." At.2.42

Quando lemos o livro de Atos, somos confrontados com o testemunho de uma Igreja, que soube, pela graça de Deus, encarar as perseguições e mazelas de seu tempo. Esta igreja, além do testemunho de seus mártires que perderam suas vidas por amor a Jesus Cristo, destacou-se justamente em seu perfil comunitário. O doutor Lucas narra que “da multidão dos que creram era um o coração e a alma. Ninguém considerava exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía; tudo, porém, lhes era comum...” (At.4.32). O texto acima nos mostra uma comunidade que pelo poder do Espírito Santo, superou o egoísmo, a ganância, e o individualismo, e vivenciou uma comunhão integral, manifesta no dia-a-dia, na partilha dos bens, na unidade do coração e da alma, onde tudo lhes era comum. Uma Igreja que de forma natural exalava o bom perfume de Cristo entre os seus contemporâneos.
O testemunho dos cristãos primitivos era empolgante. Isto porque não estavam restritos a uma religiosidade dominical, legalista e vazia. Pelo contrário, todos os que criam no Senhor Jesus, sentiam-se atraídos pela vida em comunhão, queriam estar juntos. O culto deles era diário, não estava separado da vida. A adoração era um estilo de vida compartilhado, cheio de celebração e festa (At.2.46). Expressavam uma amizade e camaradagem contagiante, de sorte que conquistavam a simpatia de todas as pessoas. E nesta “santa folia”, Deus acrescentava os que iam sendo salvos (At.2.47). Tudo isto acontecia num ambiente de amor e sacrifício, como resultado do temor de Deus que fora derramado abundantemente nos corações e mentes daquela gente. Este era basicamente o perfil da Igreja Primitiva, uma igreja perseguida, perseverante nas Escrituras, na comunhão, no partir do pão e nas orações. Uma igreja que não foi idéia ou criação de algum homem ou guru religioso, nem resultado de qualquer estratégia de marketing, mas uma Igreja levantada pela graça e pelo poder de Deus.
Seria uma utopia pensarmos em uma igreja assim, em um tempo tão difícil como o nosso? Será que temos condições de perseverar na Palavra, Comunhão e Oração como eles perseveravam? Será que podemos expressar um testemunho tão convincente, que leve nossos vizinhos a desejarem estar conosco? Será que podemos ver a presença de Deus de forma tão poderosa ao ponto de ninguém precisar dizer que Deus está entre nós?
Diante destas perguntas, posso afirmar, com toda convicção, que enquanto o Espírito Santo de Deus estiver entre nós, tudo isto é possível acontecer. Jesus prometeu que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos, e afirmou que Ele é o mesmo ontem, hoje e o será eternamente. Aleluia! Portanto, me sinto no direito de sonhar. Sonhar com uma igreja que expresse o próprio sonho de Deus quando a elegeu e a comprou com o Seu sangue.
A Igreja dos meus sonhos é uma igreja Bíblica, Cristocêntrica, cheia do Espírito Santo, convincente em seus atos e palavras. A Igreja dos meus sonhos é uma igreja que vive o evangelho de forma integral, buscando salvar todo o homem e o homem todo. A igreja de meus sonhos é uma igreja contextualizada, autóctone (tupiniquim) que interprete os anseios de seu tempo e de sua gente, uma igreja que conheça as dores e os anseios do lugar onde ela está inserida. A Igreja dos meus sonhos é uma igreja cheia de misericórdia, uma igreja que seja “colo” e abrigo, para os desamparados e caídos. A Igreja dos meus sonhos é uma igreja cuja adoração a Deus, ritmada por cânticos, orações e palavras revele coerência na forma como os crentes desenvolvem seus relacionamentos. A Igreja dos meus sonhos é uma igreja onde a comunhão dos crentes é marcada pelo amor, pelo perdão e pelo espírito de reconciliação onde Deus ordena a Sua bênção e a vida para sempre. A Igreja dos meus sonhos é uma igreja evangelística que abomina o pecado, mas que ama o pecador. A Igreja dos meus sonhos é uma igreja sem fronteiras que leva o evangelho do Reino a todas as gentes, povos, raças e etnias. A Igreja dos meus sonhos é uma igreja onde o “ter” não é preponderante ao “ser”, onde Deus não é servido pelo que Ele poder dar, mas acima de tudo pelo que Ele É. A Igreja dos meus sonhos é uma igreja adoradora, onde a alegria e o viver santo são marcas de sua celebração. Finalmente, a igreja dos meus sonhos é uma igreja real, eleita e conhecida pelo seu noivo, Jesus Cristo. Uma Igreja, que um dia estará diante daquele que deu a sua vida por ela, a fim de apresenta-la, a si mesmo, sem mancha, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e sem defeito (Ef.5.27).
Concluindo, quero dizer que somos do tamanho de nossos sonhos. A vida não nos isenta de pesadelos, mas Deus é aquele que pode trazer a existência as coisas que não existem, restaurando nossos sonhos e propósitos. Para que nossos sonhos se realizem dependemos tão somente da GRAÇA de Deus, pois sem Ele nada podemos fazer. Eu e você como “pedras vivas” deste grande edifício chamado Igreja somos desafiados a vivenciar o sonho de Deus. Se Você está disposto a sonhar, e a fazer de seus sonhos projetos que visem a glória de Deus, trabalhe para que o sonho de Deus se concretize entre nós neste novo ano que se inicia, amando e priorizando ao Senhor, servindo e abençoando vidas. Que Deus assim nos ajude. Amém.

Rev. Gilberto Pires de Moraes.